22/10/2021 – Reflexões sobre Economia e Sustentabilidade em condomínios

Com o nível dos reservatórios de água abaixo do esperado para a época, algumas regiões do país já sofrem com períodos de racionamento de água. A primavera promete um período de chuvas irregulares com a possibilidade de não encher completamente os reservatórios. Só para se ter uma ideia, já existe o rodízio no abastecimento em Curitiba e na Região Metropolitana. O período de abastecimento é de 36 horas, com suspensão de até 36 horas. Ou seja, um dia e meio com água e até um dia e meio sem água. A medida será implementada em função da falta de chuvas, que comprometeu o nível das barragens.

Frente a essa situação, muitas questões recaem sobre o poder dos síndicos em condomínios nesta situação. Ele pode racionar o uso de água, já que é um serviço incluído no condomínio pago por todos os moradores? A resposta é não.

Já a energia elétrica fica a cargo de cada apartamento ou casa, porque são cobrados em relógios individuais.

Mas quando o assunto é o uso racional dos recursos frente a um racionamento hídrico imposto pelo Estado, o tema pode, sim, ser debatido em assembleia de condomínios. Continua: https://www.ocondominio.com.br/noticias/3703/economia-e-sustentabilidade

21/10/2021 – LGPD: ABADI promoverá curso para Condomínios

A ABADI – Associação Brasileira das Administradoras de Imóveis – vai promover, nos dias 08 e 10 de novembro, o curso LGPD para Condomínios – Como planejar e executar a adequação. O curso visa capacitar síndicos, gestores, imobiliárias, advogados e demais interessados quanto aos aspectos mais relevantes do diagnóstico e da preparação para implementação da legislação de proteção de dados pessoais em condomínios residenciais, não residenciais e mistos. As aulas incluirão apresentação e discussão de casos e tópicos polêmicos.

O curso acontecerá das 18h30 às 21h30, na modalidade telepresencial, que utiliza o mesmo paradigma da educação presencial e possui recursos tecnológicos modernos que proporcionam a possibilidade de interação ao vivo entre alunos e professores, estejam onde estiverem.

Para mais informações e inscrições, entre em contato pelo WhatsApp (21) 99810-8862 ou pelo e-mail nufei@abadi.com.br

20/10/2021 – Confira o cenário imobiliário residencial do Rio até outubro de 2021

O Secovi Rio acaba de divulgar o novo relatório sobre o cenário imobiliário residencial no Rio de Janeiro, com dados de outubro de 2020 a outubro de 2021.

Venda Residencial

O valor do m² residencial ofertado para venda vem apresentando aumento nos últimos 6 meses e, pela primeira vez nos últimos 12 meses, ultrapassou o valor de R$ 9.000. Todas as regiões do Rio de Janeiro tiveram variação positiva no valor do m² residencial ofertado para venda. A região que apresentou o maior aumento foi “Barra e adjacências”, com aumento de 1,56% no período.

Locação Residencial

O valor do m² residencial ofertado para locação apresentou queda, e foi o menor m² dos últimos 12 meses, chegando ao valor de R$ 30,07. Além disso, o número de ofertas de imóveis para alugar também teve redução nos últimos meses.

Todas as regiões do Rio de Janeiro tiveram variação negativa no valor do m² residencial ofertado para locação. A região que apresentou a maior queda foi “Barra e adjacências”, com queda de 2,43%.

Para conferir o relatório completo sobre a variação de valores em todas as regiões da cidade e outras informações detalhadas, acesse aqui: https://www.secovirio.com.br/wp-content/uploads/2021/10/cenario-do-mercado-imobiliario-do-rio-de-janeiro-out21.pdf 

14/10/2021 – Pets em condomínios comerciais: é possível ter animais de estimação?

Muitas pessoas já descobriam que ter um animal é ter um companheiro de verdade, além ser um excelente meio de afastar a solidão. Estudos comprovam que eles auxiliam na depressão e ajudam em tratamentos médicos, tais como os animais de assistência emocional e ainda os cães guia.

Nosso país é o 3º em número de pets no mundo, com 139,3 milhões de animais, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

Assim, muitas empresas estão adotando a ideia de ter um animal de estimação dentro da própria empresa, com o intuito de ser uma distração no dia a dia dos funcionários.

A pergunta que fica é: os condomínios comerciais podem ter animais de estimação nas unidades?

Primeiramente precisa ficar claro que ter um animal de estimação em uma unidade é um direito garantido pela Constituição Federal e pelo Código Civil. Isso não quer dizer que você possa fazer o que quiser. Existe um limite para o exercício desse direito de propriedade e o limite é não perturbar o sossego, saúde, salubridade ou os bons costumes.

Sendo assim, não sendo animal silvestre e/ou proibido pelo IBAMA, o condomínio não pode impedir o condômino de ter um animal de estimação, não importa o tamanho ou o tipo dele. O que importará será se ele cabe no apartamento de forma a não prejudicar o animal e em condições de higiene, desde que não perturbe ou coloque em risco os demais moradores.

Continua: https://economia.ig.com.br/colunas/rodrigo-karpat/2021-09-07/pets-em-condominios-comerciais.html

13/10/2021 – Lei obriga condomínios do Rio a comunicarem maus-tratos com animais. Entenda!

LEI Nº 7.053, DE 29 DE SETEMBRO DE 2021.

Obriga os condomínios residenciais e comerciais a comunicarem aos órgãos de segurança pública a ocorrência de casos de maus-tratos aos animais.

As ocorrências de casos de maus-tratos aos animais domésticos, domesticáveis e da fauna silvestre ou exótica constatadas em unidades condominiais ou nas áreas comuns dos condomínios residenciais e comerciais localizados no Município do Rio de Janeiro terão que ser comunicadas pelos síndicos ou administradores às autoridades policiais. É o que determina a Lei Municipal 7.053, publicada no Diário Oficial de 30 de setembro de 2021.

A referida Lei dispõe que a comunicação deverá ser realizada de imediato aos órgãos de segurança pública, quando a ocorrência dos maus-tratos estiver acontecendo. Em se tratando de ocorrência pretérita, a comunicação deverá ocorrer em até vinte e quatro horas após a ciência do fato.

A comunicação aos órgãos de segurança pública deve conter a maior quantidade possível de informações sobre o caso, como: identificação e contato dos tutores; qualificação do animal, informando a espécie, raça ou características físicas que permitam a sua identificação; endereço onde o animal e os tutores podem ser localizados; detalhamento sobre a ocorrência de maus-tratos; entre outras.

O Município poderá a promover convênios com órgãos estaduais e federais para a melhor fiscalização e a aplicação de multas.

Os valores decorrentes da arrecadação de multas por violação da presente Lei serão destinados ao Fundo de Proteção Animal.

Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Fonte: Secovi-Rio

09/10/2021 – Como escolher brinquedos para o playground do condomínio?

A expressão playground do condomínio remete à brincadeira. Mas é um assunto bem sério quando estamos falando da decisão sobre brinquedos que serão usados por crianças. Ou seja, os cuidados com segurança, limpeza e manutenção devem ser considerados. Afinal, quais brinquedos para playground valem mais a pena comprar?

Um playground infantil dentro de um condomínio traz alegria e bem-estar para as crianças, além de deixar os adultos satisfeitos em saber disso. Portanto, na hora de escolher o playground do condomínio, diversos aspectos devem ser bem planejados.

É necessário verificar o material dos brinquedos, como será a sinalização indicativa de idade, horário de funcionamento, etc.

A adequação do espaço também é fundamental, avaliando metragem, cores das paredes, refrigeração versus ventilação e até o tipo de piso e cobertura do local. Ou será ao ar livre, junto ao verde da natureza?

Continua: https://tudocondo.com.br/brinquedos-para-o-playground-do-condominio

08/10/2021 – Vaga de garagem em condomínio: conheça os tipos e esclareça suas dúvidas

Saiba quais são os regimes de propriedade e utilização da vaga da garagem condominial, que pode ser coletiva ou privada, autônoma ou vinculada.

Além da comodidade, a vaga de garagem dentro do condomínio torna o embarque e desembarque mais seguro para as pessoas, pois oferece um ambiente privado e monitorado. Mas também é mais seguro para o veículo, que passa a noite sob guarda e vigilância. Se for coberta, a vaga protege o automóvel de intempéries, como sol e chuva. E pode significar até mesmo acesso e locomoção para idosos, deficientes ou pessoas com mobilidade reduzida.

Quando se trata da distribuição das vagas, surgem várias dúvidas: é o mesmo lugar para sempre? Posso trocar? Posso usar a garagem para guardar outras coisas? Quem manda na garagem? E se eu não gostar desse lugar? Posso trocar com o vizinho? Posso alugar a vaga do vizinho que está ociosa? Posso alugar minha vaga ociosa para terceiros? Como funciona?

“O que determina os tipos de vaga de uma edificação é a convenção. De modo geral temos vagas simples, duplas e de Pessoas com Necessidades Especiais (PNE). A convenção definirá se essas vagas serão vinculadas ou não à unidade privativa e até mesmo se a unidade possui direito à vaga ou se elas serão comuns da edificação”, esclarece Bruno Gouveia. “As vagas podem ser estabelecidas previamente por andar e numeração, sorteadas anualmente ou ainda serem de utilização livre (por ordem de chegada).”

Conheça os detalhes de cada regime: https://condominiosc.com.br/radar/4625-vaga-de-garagem-em-condominio-conheca-os-tipos-e-esclareca-suas-duvidas

04/10/2021 – A Zirtaeb está completando 75 anos de existência!

Agradecemos, em especial, à todos os nossos colaboradores, clientes e parceiros que fazem parte da nossa história!

Seguimos sempre dedicados à nossa missão de ser a melhor opção para os síndicos, condôminos, proprietários e locatários pela excelência em Administração de Condomínios e Bens imóveis.

Que venham mais muitos anos de sucesso e parceria para todos nós!

30/09/2021 – Empresas fazem ‘retrofit’ de escritórios para o novo normal pós-pandemia

Áreas verdes e espaços compartilhados que facilitam a troca entre funcionários estão sendo priorizados

Há praticamente um consenso de que o trabalho híbrido será adotado por um grande número de empresas. Como haverá dias em que o trabalho será presencial – no escritório, portanto – as companhias já começaram a preparar os ambientes para que eles sejam adequados para o “novo normal” pós-pandemia. Dentre as principais mudanças estão pontos de trabalho mais espaçados, dada a necessidade de distanciamento, e áreas de convívio social – com muito verde.

Por trás desse engajamento das empresas em busca de escritórios mais agradáveis está também a expectativa de que, quando chegar a hora do retorno, os funcionários queiram voltar, mesmo que por alguns dias da semana – e as companhias torcem para que isso não seja algo compulsório.

Na empresa de tecnologia Locaweb, que ocupa um prédio no Morumbi, zona sul de São Paulo, a decisão de reformar, principalmente para tirar os carpetes, já tinha sido tomada antes da pandemia. Uma dificuldade que vinha atrasando a obra era esvaziar o prédio.

Com o home office que transformou a vida corporativa da empresa há um ano e meio, a empresa bateu o martelo e decidiu que a hora da reforma tinha chegado. No entanto, a pandemia mostrou que a obra deveria abarcar novas necessidades que surgiram diante da crise sanitária, que foram incorporadas ao projeto, comenta a diretora de gente e gestão da empresa, Simony Morais.

Continua: https://imoveis.estadao.com.br/noticias/empresas-fazem-retrofit-de-escritorios-para-o-novo-normal-pos-pandemia/

29/09/2021 – Conheça os golpes mais aplicados em condomínios

O quesito segurança é uma das principais razões que levam muitas pessoas a optarem por viver em edifícios residenciais. No entanto, a quantidade de golpes aplicados em condomínios, constantemente noticiados pela imprensa, tem gerado grande preocupação. Mesmo com investimento em tecnologias, infraestrutura e profissionais capacitados para proteger a propriedade, os criminosos estão cada vez mais criativos e inventam novas maneiras de enganar a segurança para praticar seus delitos.

Durante a crise sanitária de Covid-19, devido ao alto volume de compras on-line e deliveries, alguns golpes já são bastante conhecidos, como o do falso entregador. Em todas as situações, os cuidados devem ser redobrados pelos moradores, porteiros, funcionários e empresas de portaria remota. Separamos os crimes mais comuns aplicados nos condomínios para que você possa proteger seu patrimônio e evitar situações desagradáveis.

Veja aqui a lista dos golpes mais comuns: https://sindicojf.com.br/seguranca/conheca-os-golpes-mais-aplicados-em-condominios/