Investimento de R$ 20 mil deve gerar economia de 20% nas contas futuras.

Na pior crise hídrica dos últimos 90 anos, os moradores de Sorocaba (SP) estão fazendo de tudo para economizar água. Em um condomínio localizado na cidade, a água usada para molhar o jardim e limpar as áreas comuns é de reuso.

Trata-se de água da chuva captada no telhado, que, através de canos, segue até uma estação de tratamento instalada no local há quatro meses. O investimento de R$ 20 mil deve gerar uma economia de 20% nas contas futuras.

“Nós acreditamos que, com a performance, o sistema vai desenvolver. A gente tem a meta de buscar 20% de economia”, explica o síndico César Barbosa.

São dois tanques com capacidade de 10 mil litros cada. A água bruta da chuva fica em um deles. Ela passa por um filtro, onde é tratada, e segue para outro tanque, de onde é liberada para o reuso. Apesar de tratada, a água não é potável e não deve ser ingerida.

“Ela só pode ser utilizada como reuso, lavagem de pisos, rega de plantas, lavar carro, lavar roupa. É possível, mas nunca para cozinhar ou beber”, explica o engenheiro ambiental Dário Sampaio.

Continua: https://www.sindiconet.com.br/informese/sp-agua-pluvial-noticias-administracao