Não é novidade que a tecnologia está fazendo cada vez mais parte do dia a dia das pessoas, e os condomínios não poderiam ficar de fora. É por isso que a automatização tem transformado a vida de síndicos, ajudando na melhora do bem estar de todos que ali residem ou trabalham.

Pensando nisso, o portal Síndico Legal trouxe diversas informações para ajudar a entender como funciona a automatização do condomínio e qual a sua importância.

 

O que é a automatização?

Por mais que pelo nome pareça ser uma coisa complicada. A automatização é bem simples, nada mais é que a utilização de sistemas mecânicos e eletrônicos para aprimorar a administração de algo. Ou seja, é aproveitar a utilização das máquinas, da tecnologia a nosso favor para agilizar e otimizar a rotina do condomínio.

 

As tecnologias que podem ser utilizadas são as mais diversas, e não é de se espantar que todo os dias surgem novos meios!

Listamos algumas práticas conhecidas de automatização para te ajudar a se familiarizar com esse termo, são elas:

-Softwares de gestão

-Controle de acesso com QR Codes ou biometria em algumas portarias

-Centrais de segurança remota

-Armazenamento de arquivos na nuvem

-Câmeras de segurança eletrônica

-Reconhecimento facial de placas de veículos

-Catracas eletrônicas para estacionamentos

-Portaria remota ou portaria virtual para condomínios

-Aplicativos de automatização de tarefas

-Medição das pressões na tubulação de água

-Controle da bomba das piscinas

-Sistema de controle da iluminação

-Interligação dos equipamentos de segurança contra incêndio

-Controle de estoque de materiais de limpeza

-Reserva online de salão de festas

 

Mas porque automatizar o condomínio?

Não é preciso lembrar que a tecnologia é uma aliada na administração e pode ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas, como também ajuda na economia e na segurança dos condôminos. É com a ajuda da automatização que o controle e o monitoramento do condomínio de forma mais eficiente, além de também ajudar os síndicos na gestão financeira.

Veja alguns dos pontos em que a automatização pode ajudar na administração do condomínio:

Diminuir as despesas

 

Pode se usar os meios tecnológicos para controlar o sistema de iluminação, tubulação e até bombas de piscinas. Por exemplo, sensores de movimentos acendem as luzes somente quando existe uma pessoa no local, ou em locais que possuem uma boa iluminação durante o dia, podem ter sua iluminação programada para acender das 18h às 8h, assim evitar um gasto grande de energia elétrica durante o dia.

Segurança melhorada 

Com o aumento da violência, os condomínios estão criando grandes fortalezas, e não tem medido esforços para intensificar a segurança.

A automatização da portaria possibilita o controle de acesso de pessoas e veículos, muitas vezes contando com equipamento de biometria, reconhecimento facial, e até mesmo câmeras que reconhecem as placas dos veículos, liberando a entrada apenas se estiverem cadastrados.

A portaria remota também contribui para a tranqüilidade dos condôminos já que ajudam a evitar que o porteiro seja rendido por criminosos.

Equipamentos como os sensores de fumaça fazem parte da automatização dos condomínios, já que esses aparelhos são inteligentes e conseguem detectar fumaça, além de possuírem um alarme para o caso de um possível incêndio no condomínio.

 

Mas vale ressaltar que para a automatização do condomínio funcionar corretamente é preciso que os funcionários sejam treinados, e principalmente, é preciso que os moradores tenham consciência da sua importância e eficiência.

Faz parte do trabalho do síndico procurar novos meios de atuação e medidas que possam ajudar na melhoria do condomínio, proporcionando qualidade de vida, segurança e conforto aos condôminos. Não se deve ter medo da tecnologia, aproveite os benefícios dela, e use a seu favor!

Fonte: Síndico Legal