Muitas pessoas acabam ficando confusas sobre quais são as reais responsabilidades, qual o papel de uma administradora. Para sanar essas dúvidas, resolvemos falar, na matéria de hoje, sobre qual a função de uma administradora de imóveis. Continue lendo e entenda melhor esse universo.

Uma administradora ajudará na missão de manter um condomínio tranquilo, com relação às questões legais, possíveis conflitos entre moradores e responsabilidades recorrentes, auxiliando o síndico a exercer melhor sua função, dando suporte em diversas questões.

Entre os assuntos que o síndico conta com o apoio da administradora estão, por exemplo, as receitas e despesas do condomínio, folha de pagamentos dos funcionários e serviços terceirizados, cotas condominiais e unidades em atraso no pagamento, prestação de contas mensais, e vários outros.

Durante uma assembleia geral, por exemplo, tão importante para o condomínio, é a administradora (ou algum representante dela) que a rege. Suas funções abrangem, de fato, muitos serviços, essenciais para o bom funcionamento de qualquer condomínio. Para melhor entendimento, separamos as responsabilidades por tópicos.

Assuntos administrativos:

  • Gerenciamento de arquivos e cadastros;
  • Atendimento dos condôminos, com soluções a seus questionamentos e problemas;
  • Assessoria a reuniões, assembleias e afins;
  • Emissão e distribuição de cartas, circulares, atas etc.;
  • Coleta de orçamentos de obras/reformas e outros serviços que se fizerem necessários;
  • Gerenciamento do seguro de incêndio e de responsabilidade civil;
  • Gestão da manutenção de equipamentos de segurança, levando em consideração normas, como as dos Bombeiros e da ABNT;
  • Gestão de conservação de elevadores, aparelhos eletrônicos, centrais telefônicas, jardins, portões automáticos etc.;
  • Documentos para prestação de contas;
  • Gestão de contratos de prestação de serviços terceirizados;
  • Vistoria técnica periódica nas instalações e áreas comuns, emitindo relatórios.

Recursos humanos:

  • Recrutamento e seleção de funcionários, incluindo contratos de experiência;
  • Treinamento dos funcionários;
  • Atualização constante das fichas de registro de todos os funcionários;
  • Preenchimento de declarações para aposentadoria, concessão de outros benefícios e auxílios, como vale refeição e convênios de assistência médica;
  • Atualização do quadro de horário de trabalho, incluindo escalas de revezamento e férias;
  • Formalização de advertências disciplinares;
  • Elaboração da folha de pagamentos e comprovantes dos mesmos;
  • Controle de horas extras;
  • Elaboração e recolhimento de guias dos impostos a serem pagos;
  • Aquisição e controle de uniformes;
  • Procedimentos das rescisões contratuais de trabalho;

 

Financeiros:

  • Elaboração e acompanhamento de previsões orçamentárias;
  • Elaboração de recibos, boletos bancários e controle de pagamentos;
  • Cobrança de devedores;
  • Controle de vencimentos das contas a pagar;
  • Gestão tributária;
  • Prestações de contas mensais e elaboração de balancetes anuais;
  • Gestão da conta bancária do condomínio e investimentos no mercado financeiro.

 

Jurídicos:

  • Atualização permanente sobre a legislação de condomínios;
  • Consultoria tributária, fiscal e trabalhista;
  • Assessoria na alteração da Convenção e Regimentos Internos do condomínio;
  • Assessoria na contratação de serviços;
  • Ações e acompanhamento de cobrança judicial a devedores e outras ações.

 

Ufa! Além de todas essas mencionadas, a administradora é responsável por várias outras coisas! Esperamos que com, com esse post, tenha ficado mais fácil entender sua importância, bem como valorizá-la. Se ainda restaram dúvidas, entre em contato com a gente, que tentaremos ajudar!