Nova Friburgo em estágio de atenção, diz Defesa Civil

 

A Defesa Civil de Nova Friburgo emitiu neste sábado, 16, um sinal de alerta máximo juntamente com o acionamento de sirenes pela manhã. As sirenes permaneceram desligadas durante o dia, mas foram novamente acionadas durante à noite e na madrugada de domingo, 17. Ainda no domingo, no fim da tarde, o município retornou ao estágio de atenção devido à melhora nas condições de tempo.

No sábado um deslizamento destruiu uma escola municipal, parte de uma unidade básica de saúde e uma residência em São Lourenço, no 3º distrito. Além disto, as equipes trabalham com pelo menos outros 5 pequenos deslizamentos, sendo um deles na Rua Monte Líbano. A Via Expressa também foi parcialmente interditada.

Segundo a prefeitura “algumas casas foram interditadas e pessoas encaminhadas para os pontos de apoio e casas de familiares. O distrito de Conselheiro Paulino, até então, foi o que apresentou mais ocorrências. A Defesa Civil destaca que as ocorrências até o momento foram pontuais, como quedas de muros e de taludes em quintais. A ocorrência mais grave foi registrada em São Lourenço, no 3º distrito, onde uma escola e um posto de saúde foram destruídos após a queda de uma barreira.”

Na mesma nota a prefeitura informa que não há razão para pânico uma vez que a o corpo técnico está de prontidão para resolver as situações decorrentes das chuvas.

Sexta-feira

Na última sexta-feira, o secretario da Defesa Civil, coronel João Paulo Mori, disse que “foram registrados, em média, cerca de 150 milímetros em quatro dias de chuva em Nova Friburgo. Em 24 horas, choveu cerca 60 milímetros. Esse é um número alto e nos deixa em estado de atenção”.

O número não passou despercebido, deixando pelo menos dois incidentes. Uma barreira na Rua Maria da Conceição Ribeiro, em Santa Bernadete, e um muro que sustentava o terreno de uma casa, na Av. dos Ferroviário, em Duas Pedras, deslizaram. Ninguém se feriu nos acidentes.

A Defesa Civil está com plantão 24h através do telefone 199. É importante ressaltar que a população deve ficar atenta aos meios de comunicação e às mensagens enviadas pela Defesa Civil através de SMS (celulares cadastrados). Aqueles que moram em áreas de risco devem procurar locais seguros, preferencialmente casas de familiares e amigos, recorrendo aos pontos de apoio apenas em situações extremas e emergenciais.

Moradores em áreas de risco

A Prefeitura informa que, em casos emergenciais, os moradores de áreas de risco devem procurar os pontos de apoio. É importante ressaltar que o município não conta com abrigos permanentes. Ou seja, os pontos de apoio são transitórios.

Os moradores não podem levar pertences (tais como móveis, eletrodomésticos) para estes locais. Confira abaixo as unidades de apoio que contam com equipe da Prefeitura.

(A Voz da Serra)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *