Projeto ‘Cidades Maravilhosas’ incentiva turismo no interior

A Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e a Secretaria de Estado de Turismo incentivam moradores e turistas a visitarem o interior do Estado por intermédio do projeto Cidades Maravilhosas. A proposta é fazer com que os cariocas permaneçam no Rio de Janeiro incentivando também o fluxo de turistas brasileiros e estrangeiros para as nossas cidades. Para isso, a ideia é fomentar o projeto Cidades Maravilhosas do Governo Fluminense que consiste em divulgar roteiros turísticos que estejam até três horas de distância da capital.

O objetivo do programa é divulgar em conjunto o potencial turístico de duas cidades no interior, sendo uma próxima ao mar e a outra na região serrana. Assim o turista pode escolher a opção que mais lhe agrada. O projeto ainda conta com a divulgação das peculiaridades dos locais contemplados incluindo sugestões de roteiros, hotelaria, gastronomia, cultura e lazer.

De acordo com o Secretário de Estado de Turismo, Nilo Sérgio, é preciso incentivo no setor.

“O turismo de curtas distâncias vem crescendo muito em diversas partes do mundo. Vamos explorar esta modalidade aqui em nosso Estado, divulgando o potencial turístico de cidades próximas à capital. Em trajetos de até três horas é possível explorar dezenas de praias ao sul e ao norte do estado; conhecer as belezas das fazendas históricas do Vale do Café; ou passear por cidades da Região Serrana”, explica.

Para o Doutor Sadinoel, deputado presidente da comissão, o turismo no interior tem tudo para gerar mais arrecadação e estimular a economia do Estado.

“Durante minha gestão, a ‘menina dos olhos’ será o destaque na grande diversidade das regiões litorâneas e serranas, com ênfase nos municípios que ainda não tiveram esse potencial explorado como deveria. A ideia é ajudar a divulgar com folhetos aos visitantes sobre as peculiaridades de cada município, com sugestões de roteiros, hotelaria, gastronomia, cultura e lazer. Umas das medidas, que será de muita importância, é treinar a mão de obra local para atuar no setor”, diz.

Segundo o deputado Comte Bittencourt, o projeto é uma boa iniciativa para incentivar o turismo no interior do Estado.

“O Estado do Rio de Janeiro tem um potencial turístico incrível e também é considerado a grande porta de entrada no país para o turismo nacional e internacional. Sabemos da importância deste projeto para o interior e temos que aproveitar todo o potencial atrativo que os municípios podem oferecer” afirma.

“Como a Copa do Mundo em 2014 não deixou um legado físico para o interior, se incentivarmos este novo projeto haverá uma maior circulação dos turistas não só do Rio, mas também de outro locais do Brasil durante as olimpíadas de 2016”, conclui o deputado.

Para que o programa tenha sucesso, a Secretaria de Estado de Turismo terá que traçar um plano publicitário visando melhorar a sinalização turística nas vias de entrada do Rio, em aeroportos e nas rodoviárias da cidade. Outros recursos que também podem ser utilizados além das redes sociais são os sites e a distribuição de encartes e folhetos em pontos turísticos do Rio de Janeiro.

Niterói também está incluída neste projeto, assim como os municípios que compõem a região metropolitana. De acordo com o presidente da empresa Niterói Empresa de Lazer e Turismo (Neltur), Paulo Freitas, Niterói tem se destacado nas ações de promoção turística no estado do Rio de Janeiro através do projeto Cidades Maravilhosas.

“Nossa localização próxima e privilegiada e nossos atrativos turísticos, com destaque para o MAC e a Fortaleza de Santa Cruz, têm sido um diferencial no aumento do fluxo de turistas de todo o mundo, que se encantam com a nossas belezas naturais, nossa arquitetura, cultura e hospitalidade”, comenta.

(O Fluminense)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *