Quadras esportivas e aulas gratuitas se tornaram aposta certa no bem-estar dos condôminos

 

 

Prática de esportes e vida em condomínio

 

Trabalho, estudos, tarefas domésticas, momentos em família: em meio a tantos compromissos do dia a dia, pode ser difícil encontrar algumas horinhas para fazer atividades físicas. O ritmo acelerado da vida moderna dita quais são nossas prioridades e, muitas vezes, praticar esportes não está entre elas. Se isso se passa com você, não se sinta só: o problema é nacional.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 46% da população brasileira é sedentária. Acontece que se exercitar é fundamental para o corpo e para a mente e pode trazer inúmeros benefícios para a saúde. Perder peso, melhorar o condicionamento físico, prevenir doenças e desestressar são algumas das vantagens de se manter ativo. E o melhor é que há diversas maneiras e diversos espaços para mexer o corpo. No cenário urbano, por exemplo, os condomínios têm se tornado ambiente propício e seguro para a prática de esportes variados.

No condomínio Vittace Uvaranas, em Ponta Grossa/PR, fazer exercícios físicos já se tornou uma parte importante do cotidiano dos moradores. Isso porque eles têm à disposição aulas como tênis e judô, além de contar com uma estrutura completa para essas e outras atividades.

Toda essa preparação é fruto de uma preocupação da Construtora Prestes, idealizadora e executora do projeto do condomínio, em investir na qualidade de vida de seus clientes. O cuidado com o bem-estar é tanto que a empresa fundou, em 2018, o Instituto Vida, entidade sem fins lucrativos que promove e fortalece projetos ligados à educação, à cultura e ao esporte.

 

“Foi um sonho de mudar vidas que tomou forma e se transformou em Instituto”, conta Ana Paula Dahne Martins, coordenadora da ONG. Segundo ela, investir em projetos sociais sempre foi uma das premissas da construtora. “Desde sua fundação, há quase 10 anos, o diretor-presidente, Breno Prestes, vislumbrava pôr em prática ações com o propósito de melhorar a qualidade de vida das pessoas. Com o passar dos anos e o aperfeiçoamento da empresa, aquilo que começou como um projeto se transformou em uma organização sem fins lucrativos, batizada de Instituto Vida”, explica.

 

Abraçando todas as iniciativas de cunho social que envolvem a Prestes, o Instituto também é o responsável por instituir as aulas esportivas nos condomínios. Ana esclarece que todos os empreendimentos da construtora possuem espaços para atividades físicas. “É claro que não é fácil incentivar a prática de esportes, mas acreditamos que, disponibilizando recursos, professores e materiais, podemos estimular as pessoas a tornar isso um hábito”. E tem dado certo! No Vittace Uvaranas, por exemplo, há cerca de 60 condôminos treinando tênis assiduamente.

 

 

As vantagens de jogar tênis

O professor Mário José dos Santos, que é bacharel em Educação Física e dá aulas de tênis há 16 anos, afirma que essa iniciativa do Instituto Vida é positiva por popularizar o esporte. “É uma oportunidade de as pessoas aprenderem e praticarem. O tênis é um bom vício. Gasta calorias, aumenta a energia, melhora a saúde cardiovascular, o condicionamento físico e a coordenação motora”. Além disso, garante, é recomendado para pessoas de qualquer faixa etária, da infância à terceira idade.

 

Para seus alunos no Vittace Uvaranas, o professor ensina que, muito mais do que técnica, o esporte é uma atividade de persistência. “Cada ponto é algo a ser comemorado. É uma luta sua contra você mesmo”. Além disso, ele exige o uso de estratégias. “A vitória vai depender só de você, da sua total concentração e reflexos aguçados”. Por ser um esporte silencioso, sua prática não atrapalha a boa convivência com os vizinhos. Para se jogar na atividade, basta uma quadra adequada e o auxílio de um profissional.

 

As vantagens de jogar tênis pertinho de casa são atestadas pelo morador Júlio César Gonçalves e sua família. Pai de Samuel, de 9 anos, Júlio acredita que esse tipo de projeto só traz benefícios. “Os professores têm uma didática muito legal e é tudo muito proveitoso para todos nós do condomínio.

Esse tipo de prática ajuda na sociabilização e é um bom descanso para a mente”. Filho de atleta, o morador diz que o gosto por atividades físicas está no sangue: chegou a ele e também alcançou o pequeno Samuel, que frequenta as aulas oferecidas pelo Instituto Vida.

 

Judô no quintal de casa

 

Além das aulas de tênis, os condôminos também podem praticar judô. E Robson José Leôncio não é apenas professor do esporte no condomínio, mas também um morador dele. “A Prestes não vende o imóvel, vende um sonho, um estilo de vida. Isso me encantou. Poder praticar esporte praticamente no quintal de casa foi a chave pra eu querer um apartamento lá”.

 

Ele é judoca há 20 anos e topou a parceria com o Instituto por ter se identificado com a iniciativa. “Abracei o projeto deles porque eu aprendi a lutar em um projeto social. Eu sei quais são as dificuldades, os custos. Como eu recebi essa ajuda, queria fazer isso por alguém. O projeto da Prestes casou com aquilo que eu acredito que é o judô”, afirma, e completa: “Eu queria poder ajudar outras pessoas. Consegui me realizar com essas aulas”.

Sobre o esporte, Robson endossa o que já foi dito por Mário e Júlio: além de todo o benefício físico, exercitar-se melhora a saúde mental.

 

“Acho que fazer atividades físicas tira a vida do automático. É quando a gente desliga o celular, quando as crianças tiram o videogame da tomada e vão fazer esporte. É importante para ter uma vida melhor”.

 

Por fim, o professor de judô tem um conselho para quem quer tornar a prática de esportes um hábito: “Deixar a desculpa de lado. A vida está corrida? Correr também é um esporte! Aproveita! Deixa o carro em casa e vai trabalhar andando. Pegar gosto pelos exercícios físicos é uma prática diária. Isso se constrói no dia a dia”.

 

Fonte: Viva o Condomínio