Para comprar imóvel a prazo será preciso poupar mais

A nova medida da Caixa Econômica Federal, que passou a valer a partir de ontem e reduziu o teto de financiamento de 80% para 50% para a compra de imóveis usados, os interessados precisarão poupar mais antes de comprar.

Para entender melhor a mudança, a Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) projetou simulações para as novas condições de compra de imóveis.

De acordo com uma das simulações da instituição, o consumidor pode financiar hoje no máximo 50% do valor total. Portanto, para comprar um imóvel estimado em R$ 700 mil, o consumidor só poderia financiar o correspondente a R$ 350 mil. Dessa forma, precisaria ter os outros 50%, ou R$ 350 mil. Para isso, em três anos ele precisaria poupar mensalmente R$ 8.739,02 em três anos, ou R$ 4.863,49 em cinco anos.

Ainda segundo cálculos da Anefac, antes da mudança, o banco poderia financiar 80% do total, o correspondente a R$ 560 mil. Portanto, o consumidor precisaria ter os 20% restantes, um montante, no caso, de R$ 140 mil. Em três anos ele precisaria poupar mensalmente R$ 3.495,61 e em cinco anos, o R$ 1.945,40. Agora, o consumidor terá que poupar mais que o dobro para financiar um imóvel do mesmo valor.

Para o diretor executivo da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira, tais medidas, juntamente com as alterações anunciadas pela Caixa no início do ano e as mudanças na política econômica, contribuirão para dificultar ainda mais o processo de aquisição de imóveis. “No ambiente econômico em que nos encontramos neste ano, os consumidores estão cada vez mais temerosos em assumir uma dívida a longo prazo”.

O executivo também salienta que, com as novas regras da Caixa, a tendência é de procura por outras instituições bancárias para operações de financiamento. “Em um primeiro momento, a expectativa é de que as taxas permaneçam inalteradas mas, posteriormente deve ocorrer aumento de juros”, explica.

(Brasil Econômico)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *