Você sabia que o dia 7 de abril é conhecido por ser o Dia Mundial da Saúde? Por isso, nesta data especial, é válido lembrar dos diferentes aspectos que envolvem a nossa saúde e a dos que amamos.

Para nos mantermos saudáveis, precisamos, entre outros cuidados, viver em um ambiente limpo e conservado, e os condomínios não são exceções. É muito importante que a limpeza e a manutenção das áreas comuns do prédio estejam sempre em bom estado, para evitar acidentes e a proliferação de doenças, além de conservar as suas estruturas.

Para começar, pode-se considerar a contratação de uma empresa especializada no assunto, ou passar instruções específicas para a equipe de funcionários do condomínio. É válido lembrar que essa limpeza deve ser feita de forma diferente da feita em casa, principalmente por se tratar de um espaço que pertence a todos os moradores.

O uso de produtos especiais também deve ser levado em consideração, de acordo com os materiais e estruturas que serão higienizadas. Além disso, é claro, deve-se priorizar sempre formas de limpeza que gastem menos água.

Manter um calendário para a organização dessas atividades é essencial, para otimizar o tempo de todos. Por isso, separamos algumas dicas de dias, horários, locais e tipos de limpeza. Confira!

Tipos de limpeza:

Geralmente, temos alguns tipos diferentes de limpeza aplicados em condomínios. São eles:
1) Limpeza Geral: é a que atende, principalmente, as áreas de maior circulação, como halls e elevadores, como, por exemplo, a lavagem de áreas comuns.

2) Manutenção: normalmente, é um tipo mais leve, que visa manter determinadas áreas sempre limpas por mais tempo. Podemos citar, por exemplo, a varrição de área comum.

3) Conservação: limpeza que se faz no horário comercial, em que se conserva um ambiente limpo por mais tempo. Por exemplo, temos o recolhimento de lixo nas áreas comuns.

Roteiro de limpeza:

Os espaços mais utilizados, como hall de entrada, elevadores, banheiros, sala de ginástica e vestiários, devem ser limpos todos os dias. Quinzenalmente, a limpeza de vidros de portarias e áreas comuns e sala de máquinas devem ser feitas.

Já as escadas de emergência, garagens, salões de festas (caso não sejam usados) podem ser higienizados mensalmente. E, por fim, a cada 6 meses é recomendado que as superfícies altas, como tubulações e estruturas, sejam limpas.

É claro que essa periodicidade pode mudar de acordo com a frequência do uso de tais ambientes, para que estejam sempre limpos.

Em relação aos horários de limpezas, os que mais causam dúvidas são os elevadores, halls e garagens. Os elevadores e halls podem ter sua faxina feita ao mesmo tempo, para economizar tempo e já deixar a área toda limpa. Elas também devem ser feitas, preferencialmente, em períodos quando o movimento de moradores é menor – normalmente, na parte da tarde dos dias de semana, e pela manhã, nos finais de semana. Já as garagens, é interessante também que seja higienizada em horários estratégicos, quando há menor movimentação de carros.

Produtos:

Manusear produtos de limpeza exige cuidado e atenção, principalmente por casos de alergia e da toxicidade de tais produtos. Na hora de escolhê-los, prefira os neutros e menos agressivos. Os mais usados na limpeza de áreas comuns são: água sanitária, detergente neutro, sabão líquido, desinfetante e alguns tipos de ceras para pisos.

Com essas dicas e a colaboração de todos, esperamos que manter o seu condomínio mais limpo e organizado fique mais fácil e prático. Assim, a saúde e o bem-estar de moradores, funcionários e visitantes estarão garantidos.