O IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) apresentou no mês de maio uma variação de 0,45%, percentual inferior ao apurado em abril, segundo dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o órgão responsável pelo cálculo.

Com esse valor, o IGP-M, que é o principal índice de indicação ao valor médio dos aluguéis de imóveis em todo o Brasil, acumula uma alta de 3,56% desde o começo do ano e 7,64% nos últimos doze meses.

Em 2018, no mesmo período, o índice havia subido 1,38% no mês e acumulava alta de 4,26% em 12 meses, representando um aumento substancial no cálculo do indicador.

Ainda segundo a Fundação Getúlio Vargas, as principais influências positivas no valor dos dados em relação ao custo de construção foram os metais para instalações hidráulicas, a argamassa e a refeição pronta no local de trabalho, que apresentaram no mês uma variação percentual de 0,85%, 0,62% e 0,57%, respectivamente.

Em relação às influências negativas, as principais foram o tijolo e a telha cerâmica, o aluguel de máquinas e equipamentos e o cimento Portland comum, que mostraram uma variação de 0,64%, 0,42% e 0,26, respectivamente.

Fonte: Revista Zap