Aquisição de imóvel na planta pode ser um bom negócio, mas exige cuidados
Com a desaceleraçáo da economia do País, o mercado de imóveis está menos aquecido – o que não significa, no entanto, que adquirir uma unidade ficou mais fácil. Os preços ainda estão altos e exigem um investimento pesado dos compradores. Quem deseja mudar de casa e ainda não possui uma quantia considerável para pagá-la pode recorrer a uma propriedade que ainda será construída.
“Não é um imóvel mais barato, mas seu pagamento pode ser diluído em um maior número de parcelas”, diz Leonardo Schneider, vice-presidente do Secovi Rio. Mas atenção: o número de reclamações de quem comprou um imóvel na planta ainda é grande e os consumidores devem ter cuidado ao fechar o negócio.
Dados do Proton-SP apontam que em 2014 as queixas devido à cobrança de taxa indevida aumentaram 4,6% em relação .a. 2013. “Alguns valores como corretagem devem ser arcados pelo fornecedor e a assessoria imobiliária tem de ser opcional”, diz Renata Reis, supervisora de assuntos financeiros e habitação do Procon-SP.
“Mesmo se a venda for concluída, o consumidor deve reclamar e receber o dinheiro de volta”, diz ela.
Na balança
As vantagens e as desvantagens ao adquirir de uma unidade que será construída
Pontos positivos
PARCELAMENTO: É possível pagar a compra em um prazo major, o que diminui o valor das prestações
LANÇAMENTO: Um apartamento novo demanda menos manutenção elétrica e hidráulica e possui um design moderno
VALORIZAÇÃO: Adquirir uma unidade pode ser um bom investimento – principalmente se sua região se desenvolver
Pontos negativos
DATA DE ENTREGA: A compra não é indicada para quem tern pressa em mudar de casa. Atraso na entrega também e urn problema recorrente
IMPREVISTOS: A chance de ocorrer contratempos com um imóvel na planta é maior, corno problemas durante sua construção
MUDANÇAS: O imóvel pronto pode não ficar exatamente como o consumidor imaginou
(Istoé)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *