O terceiro trimestre do ano foi animador para o segmento de venda de imóveis: foram negociados no período de julho a setembro 12.231 unidades, 13% a mais que no trimestre anterior. Agosto se destacou, com 4.264, maior volume do ano. Deste total, 84% foram apartamentos, 7% casas e 5% salas comerciais.

A Zona Oeste e a Barra foi a região com o maior volume de negociações: 54% do total, seguida da Zona Norte (31%), que tem os imóveis mais baratos da cidade. Com escassez de apartamentos e casas para venda, o Centro ficou com o menor índice da cidade: apenas 3% dos imóveis foram negociados nesta área no terceiro trimestre de 2018

Considerando apenas os apartamentos, o bairro com maior volume de vendas ocorreu em Jacarepaguá e em Paciência: 665 unidades em cada um. Campo Grande (661) e Barra (557) completam o ranking.

De acordo com a OLX, houve um crescimento de 28% no interesse por apartamentos e casas ao longo de 2018, na comparação com o ano anterior. A redução de juros para financiamentos pode ter estimulado a procura.

Fonte: Secovi Rio