Condomínios Verdes: como está a qualidade do ar da sua casa?

Pare por um instante o que você está fazendo e respire fundo! Inspire e expire. Bom, né? A troca de oxigênio com o ambiente acalma, diminui a ansiedade e melhora o nervosismo, mas como será que está a qualidade do ar que você respira?

Já vimos que nossa produtividade aumenta em ambientes com boa qualidade do ar e, como todos sabem, respirar ar puro melhora nossa qualidade de vida. Ainda assim, fica a pergunta: o que você tem feito em sua casa para melhorar a qualidade do ar que você respira?

Entender os problemas que ambientes com péssima qualidade do ar podem causar é o primeiro passo para colocar em prática possíveis soluções. Para isto, conversamos com o Dr. Felipe Moreira, infectologista, que tirou algumas dúvidas sobre o assunto:

Como os ambientes com péssima qualidade do ar podem afetar nossa saúde?

Ambientes com qualidade do ar ruim levam primariamente à irritação das vias aéreas superiores e inferiores e da mucosa ocular. Por isso, casos de bronquite, exacerbação de asma, sinusite, exacerbação de rinite alérgica, pneumonites e conjuntivite alérgica são mais comuns nesses ambientes.

Além de problemas respiratórios, que outros males a falta de circulação de ar pode nos causar?

Hoje sabemos que a poluição atmosférica contribui para casos de infarto agudo do miocárdio, mesmo que essa exposição seja de curta duração e pode piorar a recuperação desses pacientes se a exposição após o evento se prolongar. Há indícios inclusive de que a poluição atmosférica mais pesada predisponha eventos encefálicos hemorrágicos. Além disso, ainda há incidência maior de cefaleia, tonteira e náuseas.

Como vimos, o assunto é sério e exige nossa atenção. Não queremos deixar ninguém assustado apenas chamar sua atenção para a questão. Mas, na prática, o que podemos fazer para melhorar a qualidade do ar que respiramos? Preparamos algumas dicas simples que vão te ajudar a respirar um ar mais puro. Confira no blog Condomínios Verdes.
Secovi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *