A aplicação e a manutenção da segurança nos condomínios dependem da colaboração de todos os condôminos, além do empenho do síndico, uma boa orientação aos funcionários, tudo aliado aos equipamentos de segurança.

Com base nesse assunto iremos orientar os leitores para tornarem a sua vida em condomínio mais  segura.

Assaltantes se aproveitam de deslizes do esquema de segurança para driblar porteiros, seguranças, zeladores e até mesmo condôminos.

Mesmo com amplos investimentos em equipamentos e sistemas de vigilância, cuidados básicos devem ser tomados para impedir que bandidos enganem os profissionais da portaria.

Um disfarce comum utilizado é se passarem por prestadores de serviços, alegando ter que fazer reparos em alguma obra ou residência. Este problema poderá ser evitado pedindo para que a pessoa apresente o crachá com identificação e verificando junto ao morador ou construtora se este serviço foi solicitado.

Outra tentativa comum de burlar a segurança é se passando por funcionário de instituição de caridade, desta forma, sempre confirmar se o morador requisitou a presença do funcionário. Se não, não permitir a entrada. Quanto aos entregadores nunca permitir a entrada antes de consultar ao condômino que solicitou.

Em casos de entrega de presentes surpresas o interessante é instalar um “passador” de encomendas, para não facilitar a entrada.

Deve-se cadastrar todos os condôminos com dados pessoais e dos veículos e orientar adequadamente os porteiros, zeladores e funcionários em geral, além de desenvolver reuniões com os condôminos, a fim de despertar a consciência para a segurança.

Em caso de obra, peça à empreiteira que ela identifique os funcionários que serão alocados, antes do começo da obra, e peça também que eles venham sempre portando crachá com foto.

Antes do início da obra, oriente os porteiros a só deixar entrar os funcionários que foram identificados previamente pela empreiteira.

E, por fim, deve sempre ter à mão os telefones da Policia Militar, delegacia de polícia mais próxima e do Corpo de Bombeiros.

Importante saber: A maior parte das invasões a condomínios se dá pela portaria de pedestres, por falta de procedimentos corretos de segurança dos porteiros. Por isso, seu treinamento adequado é fundamental.

Fonte: Diário da Região