Com o conhecimento de seu próprio consumo e o pagamento da conta individualmente, a tendência é que o consumidor tenha mais consciência

A partir de 2021, conforme a Lei Federal 13.312 sancionada em 2016, todos residentes em condomínios novos terão medição individualizada. A regra ajuda na sustentabilidade, já que a partir da individualização há menos desperdício de água.

Atualmente, é mais comum encontrar condomínios onde o consumo de água é coletivo. Dessa forma, o pagamento do custo é dividido entre os moradores, tornando impossível medir o consumo de cada família, individualmente.

Para passar a ter uma medição individualizada de água, é preciso a instalação de novos hidrômetros ou ela também pode ser feita manualmente com o auxílio de um leiturista.

Com o conhecimento de seu próprio consumo e o pagamento da conta individualmente, a tendência é que o consumidor tenha mais consciência sobre os gastos e evite desperdícios. Além disso, com uma cobrança individual, o morador não corre o risco de ter a água cortada por conta da inadimplência dos outros moradores.

Conheça as vantagens:

1. Redução da conta de água

Ao individualizar a conta de água, cada morador pagará apenas pelos gastos do seu apartamento. Para quem mora sozinho e trabalha fora, por exemplo, poderá pagar a taxa mínima e gerar economia.

2. É mais fácil identificar vazamentos

Vazamentos são mais difíceis de identificar quando há medição coletiva. Só é possível saber que há uma irregularidade quando a conta de água geral vem muito mais alto. No entanto, é mais complicado identificar de onde vem o vazamento. Com a medicação individualizada, sabe-se que o problema vem de seu apartamento e é mais fácil corrigi-lo.

3. Menos desperdício

Ao ter noção exata de quanto se paga pelo consumo de água, os moradores tendem a evitar o desperdício, para, assim, diminuir a conta. Estudos apontam que a individualização gera redução médica de 30%.

Fonte: ibahia.com.br